Por total falta de assunto para escrever, inicio agora uma série de artigos, que serão publicados nos blogs Acadêmicos do Pink Floyd e A Taberna dos Bardos, sobre mais uma paixão nacional, além de carro, futebol e bunda: Cerveja! Isso mesmo, meus queridos (e principalmente, queridas). Muito se fala sobre cerveja, mas poucos sabem como apreciar adequadamente uma bela cerveja, ou mesmo sabem com quais pratos um determinado tipo de cerveja se harmoniza, levando quem consegue esta proeza à um êxtase gustativo indescritível.

Peço licença aos deuses cervejeiros e aos meus antepassados alemães para usar de meu título de Aprendiz de Mestre Cervejeiro da Bohemia (não é brincadeira, eu tenho mesmo este título, e depois mostro como obter um também) e falar um pouco sobre esta bebida, tão antiga quanto os faraós. E para começar, vou falar sobre a mais comum e tradicional cerveja no Brasil, a Pilsen.

Surgiu no século XIV, por volta de 1840, na cidade de Pilsen (Plzeň, em tcheco), na região conhecida como Boêmia, na Republica Tcheca. A maioria das cervejas boêmias eram de alta fermentação e escuras. Descontentes com o sabor e os padrões de qualidade que variavam muito, os cidadão despejaram barris inteiros de cerveja como forma de protesto. Os políticos de Pilsen então criaram uma cervejaria municipal, chamada Bürger Brauerei (ou Cervejaria Cidadãos), onde a cerveja era produzida de acordo com estio boêmio de fabricação. Os cervejeiros bávaros haviam começado a fazer experimentos com armazenamento (em alemão, Lager) em cavernas frias, utilizando leveduras de baixa fermentação, melhorando assim a clareza, o sabor e o tempo de vida da cerveja quando armazenada.

A Bürger Brauerei contrata o cervejeiro bávaro Josef Groll, que, em 05 de outubro de 1849, apresenta seu primeiro lote de pilsener moderna, produzida através de novas técnicas e utilizando malte claro. A cor clara deste novo tipo de malte, a suavidade da água de Pilsen, o nobre lúpulo Saaz vindo da regiao de Žatec (Saaz em alemão), e o estilo bávaro de armazenamento produziram uma cerveja clara, de cor dourada, que logo foi considerada uma sensação.

Em 1859, a "Pilsner Bier" foi registrada como um tipo de cerveja na Câmara de Comércio, em Pilsen. Em 1898, a marca registrada Pilsner Urquell foi criada para pôr ênfase em ser a cervejaria original.

Alguns detalhes adicionais, a pilsen uma cerveja do tipo Pale Lager, de baixa fermentação, com amargor situado entre 15 e 35 IBU (escala International Bitterness Units), temperatura entre 10 e 12 graus durante o processo de fermentação, e graduação alcoólica entre 4,5% e 5,5%.

Taça para cerveja tipo Pilsen. Ao apreciar uma cerveja pilsen, alguns fatores devem ser levados em consideração. Cada cerveja tem um copo ou taça apropriada, e não seria diferente com a pilsen. Taças de cerveja pilsen não devem ter a borda muito larga, para que não haja perda de gás carbônico e aroma. Também não devem ter a borda muito estreita, para que não dificulte na apreciação do bouquet. Elas devem estar limpas e secas, sem resíduos de sabão, gordura ou poeira. Ao servir, a taça deve estar inclinada em aproximadamente 45º, para que o líquido não espume em excesso. Ao atingir 2/3 do copo, ele deve ser colocado em posição vertical, para que se forme o colarinho. O ideal é que o colarinho tenha de  a 3 dedos de espessura, pois ele age como proteção contra perda de gás e aroma.

Bohemia. Desde 1853, a primeira cerveja do Brasil. Temperatura também é um fator importante. Tomemos como exemplo a Bohemia Pilsen (vale também para qualquer cerveja do tipo Pilsen).  Em temperaturas baixas, por volta de –5 ºC a 0 ºC, sua refrescância é apreciada. Já em temperaturas mais altas, por volta de 3 ºC a 6 ºC, ocorre uma intensa liberação de suas características únicas de aroma e sabor. Ao girar a taça perto do nariz, o aroma do lúpulo tcheco se solta, assim como as notas florais, frutais e de malte. É uma cerveja moderadamente encorpada, de amargor fino e agradável, que deixa um sabor residual inigualável. Pratos como aperitivos, carnes vermelhas (não apenas churrasco), pratos orientais, comidas leves e delicadas, harmonizam muito bem com cervejas pilsen.

E antes que eu e esqueça: caso você queira se tornar um Aprendiz de Mestre Cervejeiro da Bohemia, entre no site da Fábrica Virtual da Bohemia (http://www.bohemia.com.br), faça seu cadastro e responda as perguntas do Mestre Cervejeiro durante seu tour. Atingindo o score necessário, você pode se tornar também um aprendiz. Até mais!

 

 


Fontes:

Anúncios